Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
Reflexão sobre a 7ªsemana de intervenção

A 7ª semana se intervenção foi da responsabilidade da Elisabete.

Na segunda-feira, como costuma ser dia da caixinha das surpresas, e uma vez que as crianças gostam muito de fantoches, propôs-se às crianças que cada uma fizesse o seu próprio fantoche. Para tal, na caixinha estavam dois fantoches: uma princesa e um piolho. Inicialmente, foi-lhes mostrado a princesa e eles teriam de descobrir qual seria o outro fantoche que estaria dentro da caixa. Contou-se uma adivinha para eles tentarem chegar à solução e houve meninos que conseguiram lá chegar. Depois, a princesa disse que não tinha amigos e questionou-os se eles não a queriam ajudar a ter amigos. Esse pequeno diálogo entre a princesa, o piolho e a constante interação com o grupo, foi o mote para eles decorarem e inventarem uma personagem com o seu fantoche. Cada criança pôde decorar com botões, pacotes de leite, tecido, olhinhos, marcadores. O resultado foi maravilhoso e os meninos adoraram.

Na terça-feira, como já tínhamos referido na nossa anterior reflexão, houve uma mudança de rotina em que a culinária deu lugar à dança. As músicas escolhidas por eles foram: "chu chuá" e "soco, bate e vira", ambas do Panda. Eles adoram este tipo de atividades e estão sempre muito implicados na mesma. À tarde, cada menino teve a oportunidade de apresentar o seu fantoche aos colegas. No entanto, por estarem a apresentar algo sozinhos, foi um pouco complicado para eles falarem. Contudo, as crianças que, normalmente, são mais envergonhadas foram as que nos surpreenderam mais, pela positiva. Souberam manipular bem o fantoche e apresentá-lo aos restantes colegas.

Na quarta-feira, o dia foi dedicado à expressão motora. Para tal, antes de iniciar a atividade fizemos um pequeno aquecimento. Depois, passámos para o exercício. Tínhamos um circuito que as crianças tiveram de o realizar. Haviam três arcos em que as crianças tinham de saltar ao pé-coxinho. Seguidamente, havia uma corda colocada ao zig-zag no chão, em que tiveram de andar por cima com um pequeno saco de areia na cabeça. Terminada esta etapa, tiveram de se deitar num banco sueco e puxar o corpo com as mãos. Finalmente, tinham dois mecos com uma vara em que tiveram de passar por baixo sem tocar na vara. No geral, não tivemos grandes problemas. No entanto, havia crianças que, mesmo antes de tentarem, já estavam a dizer que não conseguiam. Posteriormente, fizemos com eles o jogo das cadeiras. Muitos meninos não conheciam e, no final, pode-se dizer que as crianças adoraram. Até queriam repetir e tudo! Para terminar, fizemos o relaxamento com o jogo dos dorminhocos. Para quem não sabe, o jogo consiste em estarem todos deitados no chão, com uma música calminha e luzes apagadas, e um adulto chamar uma criança, essa criança ir acordar outra e assim sucessivamente.  

Para nós, foi uma semana muito enriquecedora em que pudemos experimentar atividades novas com o grupo.

 

Questão a refletir:

Na vossa opinião, acham que é vantajoso para nós, estagiárias, experimentarmos todas as atividades e mudar a rotina? Ou a opção de se ter modificado a rotina das crianças, não foi uma boa opção?



tags: ,

publicado por andreiaosorio às 17:05

3

De joana-tavares a 1 de Dezembro de 2011 às 13:41
Olá Andreia e Elisabete!
Gostamos muito da foma como planificaram a vossa semana.
Recorreram a atividades muito práticas, que envolveram todo o grupo e foram realmente estimulantes para o grupo.
A ideia dos fantoches foi muito engraçada, pois as crianças gostam sempre de atividades que envolvam a fantasia e o seu imaginário.
O facto de terem construído os seus próprios fantoches foi uma mais-valia, porque desta forma poderão utilizá-los posteriormente, por exemplo, numa atividade de leitura.
Conseguimos perceber que no vosso grupo de crianças estão presentes alguns sentimentos de medo e timidez, o que se passa também na nossa sala.
Para melhor identificarem esses sentimentos e tentarem suavizá-los, poderiam realizar uma atividade que envolva as emoções com recurso à caixa das emoções ou ainda, através da leitura de uma história que envolva a temática do medo, partindo daí para a exploração dos seus sentimentos.
Gostamos também da atividade de relaxamento (Jogo do Dorminhoco) de Expressão Motora e tencionamos experimentá-la com a nossa turma numa próxima aula.
Em relação à vossa questão para reflexão, achamos que apesar da rotina ser muito importante para as crianças criarem hábitos diários, é igualmente importante, pontualmente, elas serem capazes de quebrarem essas rotinas e se envolverem em atividades diferentes que lhes possibilitem a exploração de novas situações.
Continuem com o bom trabalho!
Beijinhos,
Joana Tavares e Rita Gonçalves


De soniapcorreia a 4 de Dezembro de 2011 às 00:14
Olá Andreia e Elizabete,

a ideia dos fantoches foi realmente engraçada e o facto de terem partido de materiais descartáveis e já não utilizados, permitiu-vos realizar a sensibilização para a importância da reutilização. E, por isso, estão de parabéns.

Não compreendemos o que foi mudado na rotina das crianças, mas concordamos com a Rita e a Joana já que é importante e fulcral para as crianças vivenciarem novas experiências, até para que enriqueçam e ampliem as suas aprendizagens e capacidades. Do que puderam observar, as vossas crianças demonstraram ou não resistência na realização de alguma das atividades que propuseram? E, porquê? As atividades são muito discrepantes ou exigentes em relação ao que já realizaram? Quais os níveis de implicação demonstrados pelas crianças? Foram semelhantes, mais baixos ou mais altos? Porquê? Estas podem ser algumas questões que poderão colocar a vocês mesmas e partilhar connosco as conclusões a que chegaram. Talvez através delas poderão avaliar se a mudança da rotina é algo perfeitamente aceitável ou ainda demasiado desestabilizador para as crianças e que, por isso, deverá ser introduzido de uma forma mais cuidada.

Esperamo-vos ter ajudado : )

Bjitu e bom fim de semana
Andreia Alcobia e Sónia Correia


De elisabeteamaral a 8 de Dezembro de 2011 às 22:47
As crianças realizam todas as semanas dança e expressão motora mas não connosco, dado que isto faz parte da rotina de quinta e sexta-feira que é da responsabilidade da orientadora cooperante. Alterámos a rotina deles ao mudar os dias da realização destas atividades, ainda assim, pudemos verificar uma grande implicação nas tarefas propostas, como aliás já é hábito neste grupo de crianças, sendo um grupo bastante empenhado e interessado nas atividades.

Beijos
Andreia e Elisabete


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post