Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Sábado, 21 de Dezembro de 2013
Estratégias !

 Olá meninas!

Durante a nossa prática pedagógica utilizámos algumas estratégias para conseguirmos manter o grupo num ambiente de aprendizagem favorável e tranquilo.

A Música

A música foi uma estratégia adaptada do contexto de intervenção do semestre anterior. Ao longo das intervenções fomos experimentando a música durante algumas atividades individuais. Esta estratégia criava um ambiente de trabalho harmonioso e tranquilizador, enquanto trabalhavam as crianças iam “cantarolando”. Sempre que as crianças dispersavam baixávamos o som da música, ou até mesmo desligávamos, e quando isso acontecia as crianças percebiam que estavam a fazer muito barulho e que para voltar a haver música teria que haver silêncio.

“O quadro do comportamento”

O quadro do comportamento é uma tabela onde os alunos colocam vermelho quando têm comportamentos menos adequados e verde quando têm comportamento corretos. Após as crianças colocarem vermelho, “perdíamos” completamente a criança, para corrigir este aspeto decidimos, primeiramente, colocar o nome da criança no quadro e uma bolinha vermelha em cada comportamento errado, quando atingisse as três bolas vermelhas, a criança colocava vermelho no quadro do comportamento.

Outro aspeto sobre esta estratégia é o facto de só o utilizarmos como repreensão e não como reforço positivo, quando experimentámos colocar verde nos alunos que demonstravam comportamentos corretos estes sentiram-se muito mais motivados.

Conhecimento do grupo

A observação permitiu-nos conhecer o grupo e “conhecer as suas capacidades, interesses e dificuldades, recolher as informações sobre o contexto familiar e o meio em que as crianças vivem, são práticas necessárias para compreender melhor as características das crianças e adequar o processo educativo às suas necessidades.” (M.E. p. 25, 1997)

O conhecimento que construímos sobre o grupo permitiu-nos saber mais acerca dos seus interesses e dificuldades e com isso conseguimos adaptar as atividades às experiências e gostos de cada aluno.

Organização da sala

A sala foi organizada de forma estratégica para que os alunos conseguissem ver tanto o quadro como o que era projetado do outro lado da sala. Esta organização permitiu também colocar os alunos mais calmos a trabalhar com os alunos mais agitados, permitindo um equilíbrio no comportamento e um trabalho mais coerente.

E vocês que estratégias utilizaram? Obtiveram resultados positivos? 

 

Beijinhos, 

Sandra e Sofia : )


tags: ,

publicado por sandrap às 18:11

6

De joanaazevedo a 22 de Dezembro de 2013 às 11:55
Olá Sandra e Sofia :)

Considero as estratégias que vocês utilizaram interessantes, sendo que estas devem ser adequadas à turma em questão.
Não percebi muito bem quando vocês referem: " Após as crianças colocarem vermelho, "perdíamos" completamente a criança (...)". Como assim?
Relativamente à estratégia relativa à organização da sala, vocês verificaram aspetos positivos ao colocar os alunos mais calmos junto dos alunos mais agitados? Como é que os alunos reagiram à troca de lugar? Digo isto, porque normalmente os alunos gostam de ficar junto dos colegas com quem têm mais afinidade.
Durante as intervenções utilizei a música, por exemplo, sobre o Outono e sobre o Natal. Além disso, também observei o grupo de alunos de forma a perceber quais os seus interesses. Com estas estratégias obtive resultados positivos.


Beijinhos,
Joana Ferreira


De sandrap a 22 de Dezembro de 2013 às 12:11
Olá Joana : )
Quando referimos que "perdíamos" completamente a crianças queríamos dizer que quando a criança levava vermelho como já não tinha nada a perder continuava a ter comportamentos errados e nós ficávamos sem saber o que fazer porque já tínhamos colocado vermelho, entendes ?
Não sei se era porque se conheciam à pouco tempo, as crianças reagiam bem às trocas, não tivemos nenhuma criança que se recusasse a trocar de lugar. antes de os trocar de lugar avisávamos que se não mudassem esse comportamento que poderiam sair do lugar então quando trocávamos eles sabiam que não tinham mudado o comportamento.
A música é sem dúvida uma boa estratégia, ainda para mais com meninos pequeninos, e ao conheceres bem o teu grupo sabes como deves de reagir em todas as situações.

Beijinhos,
Sandra e Sofia


De joanaazevedo a 22 de Dezembro de 2013 às 17:42
Olá Sandra :)

Sim, já entendi.
Obrigada.


Beijinhos,
Joana Ferreira


De danielafferreira a 22 de Dezembro de 2013 às 15:42
Olá meninas :)

Gostei do vosso post, pois dão-nos a conhecer as estratégias que utilizaram na vossa sala.
Respondendo à vossa questão, no meu contexto de estágio também utilizei a música e o conhecimento do grupo como estratégias. A música foi utilizada, por exemplo, para trabalhar o Natal e também recorri à observação do grupo para ficar a conhecer os interesses e os gostos dos alunos. Com estas estratégias obtive resultados positivos, na medida em que fiquei a conhecer melhor o grupo de crianças, podendo assim realizar atividades do interesse dos alunos.

Beijinhos,
Daniela Ferreira


De joanafpereira a 22 de Dezembro de 2013 às 19:25
Olá meninas :)

Considero muito interessante as estratégias que implementaram. Também nas nossas intervenções a música era uma constante para (por exemplo) contextualizar determinado tema. Weigel (1988 cit. Smole, 2000) diz que a" música representa uma importante fonte de estímulos, equilíbrio e felicidade ao ser humano, especialmente no que se refere às crianças". O som, o ritmo e a melodia são elementos básicos, essenciais na música e que podem despertar e reforçar a sensibilidade da criança, provocar nela reações de cordialidade e entusiasmo, prender a sua atenção e estimular a sua vontade. (Smole, 2000, p.145) Com esta estratégias as crianças ficavam mais despertas e implicadas mo que estava a decorrer.
Gostaria apenas que me esclarecessem, se for possível, um aspeto referente à organização da sala. Quando referem "permitindo um equilíbrio no comportamento e um trabalho mais coerente" perceciono que esta estratégia deu bons frutos. Gostaria apenas de saber que mudanças ocorreram nas crianças e se realmente o comportamento dos alunos mais calmos, surtiu ou não efeito nos mais agitados.

Um ótimo Natal :)
Beijinhos
Joana

Referência bibliográfica:
- Smole, K. C. (2000). A matemática na educação infantil-A teoria das inteligências múltiplas na prática escolar. Porto Alegre: Artmed Editora.


De ana-resende a 22 de Dezembro de 2013 às 23:13
Olá meninas :)

Gostei de ler o vosso post, pois partilham connosco as estratégias que vocês utilizaram, permitindo, assim, que possamos partilhar entre todas as estratégias que fomos adotando.
Assim, gostava de saber se as estratégias que vocês utilizaram foram pensadas tendo em conta as características do grupo de crianças?
Como é que as crianças reagiram?
Conseguiram obter resultados positivos ou mudavam alguma coisa?
Relativamente às estratégias que utilizei foram, por exemplo, a música para introduzir alguns temas que foram trabalhados.

Continuação de um bom trabalho,
Ana Resende


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post