Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2013
Uma forma divertida de “ver” e de “provar”…

 Olá a todas J

Numa das aulas de estudo meio decidimos continuar a exploração dos cinco sentidos, uma vez que este tema constava na planificação semanal de turma. Neste dia abordamos a visão fazendo a ponte para as pessoas invisuais. O nosso objetivo seria que os alunos percebessem que as pessoas invisuais passam por algumas dificuldades no seu dia-a-dia pois a sociedade onde vivemos não está adaptada à diferença. Foi um momento de grande partilha, com testemunhos dos alunos e das professoras acerca dos problemas que estas pessoas enfrentam e o que podem fazer para com conseguir ter uma vida o mais normal possível.

Realizamos uma pequena atividade na sala onde a turma foi dividida em dois grupos e dentro desses grupos, metade dos alunos foram vendados para que através de alguns objetos, descobrissem o tipo de textura: liso, rugoso ou macio.

Como forma de voltarmos ao assunto inicial da aula, realizamos uma atividade a pares, fora da sala, no corredor da escola. O colega que estava vendado deveria ouvir as indicações do seu par para que se movimentasse num determinado espaço. Foi bastante prazeroso observar a alegria das crianças e a implicação que depositavam na atividade. Quando forneciam indicações ao colega, tinham bastante cuidado para que este não fosse contra algo ou se magoasse. Como estávamos perto da hora de almoço, a indicação que deveriam dar de seguida, seria conduzir o colega até ao refeitório. Normalmente as crianças vão em fila para o refeitório (regra imposta pelo Colégio) e este dia foi diferente. Cada para chegou separadamente consoante as indicações dos colegas e os alunos sentiram um prazer enorme em conduzir o amigo ao seu lugar.

  

O outro sentido explorado, numa outra aula, foi o do paladar. Os alunos tinham à sua disposição três frascos com sabor amargo, doce e salgado. Através de um conta-gotas, estes sabores eram provados e, no final de todos os provarem, juntos, tirávamos conclusões. Tal como a atividade anterior, esta também aconteceu com uma conversa prévia para percebermos as ideias dos alunos. O facto de utilizarmos o conta-gotas foi algo novo para os alunos pois nunca tinham estado em contacto com este material e adoraram a forma como este era utilizado. Queriam provar uma segunda vez os sabores e estavam realmente implicados e felizes.

Em relação a estas atividades fazemos um balanço muito positivo. Tentámos estar mais atentas às crianças dos nossos estudos de caso, sempre com incentivos e elogios, e atentas a qualquer reação da sua parte.

Espero que nos vossos contextos consigam sentir as vossas crianças felizes como nós sentimos neste dia e em muitos outros J

Bom trabalho!

 

Beijinhos

 

 


tags: , ,

publicado por joanafpereira às 16:36

16

De joanafpereira a 16 de Dezembro de 2013 às 17:05
Beijinhos!

Joana e Marisa


De baptista a 16 de Dezembro de 2013 às 18:06
Olá meninas :)

Considero as vossas atividades interessantes, em especial a primeira, quando trabalham a visão. É importante sensibilizar as pessoas para a diferença e, se começarmos desde cedo, ainda melhor.

Logo no início referem que a realização da atividade foi um “[...] momento de partilha de grande partilha, com testemunhos dos alunos e das professoras acerca dos problemas que estas pessoas enfrentam e o que podem fazer para com conseguir ter uma vida o mais normal possível”. Podem partilhar connosco um testemunho de um dos alunos?

Como é que as crianças vendadas reagiram à situação? O que é que elas acharam?

Beijinho.

Bom trabalho :)

Sandra Baptista.


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 11:05
Olá Sandra!

Através da atividade relacionada com o sentido da visão pudemos perceber que os alunos o valorizavam e estavam "sensíveis" relativamente aos problemas enfrentados pelos invisuais. No momento de partilha, toda a turma fez referência aos cães guia, assim como a "vara" que permitem identificar estas pessoas. Mostraram-se também preocupados com alguns obstáculos que estas enfrentam, nomeadamente, as escadas de alguns edifícios.
Quanto ao facto de terem de ser vendados, os alunos mostraram-se entusiasmados e apreciaram serem conduzidos pelos colegas. Os que estavam no comando evidenciaram competências para o fazer, tornando-se esta, uma atividade prazerosa.
Obrigada pelo teu incentivo :)

Beijinhos
Joana e Marisa


De ssd a 16 de Dezembro de 2013 às 18:42
Boa noite meninas...

Achei muito interessante as vossas atividades, principalmente a primeira, uma vez que, e como a Sandra referiu no comentário anterior, é muito importante sensibilizar as crianças desde cedo para a diferença, de modo a respeitarem as pessoas com problemas e deficiências. Por outro lado, as crianças são o futuro, e são elas que poderão um dia criar as condições apropriadas para as pessoas com estes problemas. Para além de esta atividade permitir consciencializar os alunos para estes problemas, também puderam trabalhar com elas a visão como sendo um dos cinco sentidos.
Numa das minhas intervenções, também trabalhei com as crianças a temática dos cinco sentidos, dando a oportunidade a algumas crianças para testarem os sentidos.

Beijinho e continuação de um bom trabalho!

Sabrina Duarte


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 12:47
Obrigada pelo teu comentário e por teres partilhado um pouco da tua experiência.

Beijinhos
Joana e Marisa


De joanaazevedo a 16 de Dezembro de 2013 às 18:50

Olá Joana e Marisa :)

Gostei muito das atividades que fizeram com os vossos alunos.
No âmbito do meu projeto de intervenção (que falarei mais tarde num post) também trabalhei os cinco sentidos.
Quando abordei o sentido do tato falei das pessoas invisuais. Optei por falar neste sentido, pois as pessoas invisuais utilizam muito o tato, falando também um pouco sobre braille. As crianças ficaram muito interessadas no assunto, querendo saber mais.


Beijinhos,
Joana Ferreira


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 12:47
Obrigada pelo teu comentário e por teres partilhado um pouco da tua experiência.

Beijinhos
Joana e Marisa


De raquel-dias a 16 de Dezembro de 2013 às 19:11
Olá meninas.

Gostei muito das vossas atividades, considero que foram muito bem pensadas. Também trabalhei os 5 sentidos com a minha turma do pré-escolar. Dividi a sala por estações, estação do paladar, da audição e da visão, do tato e do olfato. A turma foi dividida em quatro grupos, que passaram pelas diferentes estações.
Saliento a estação da Audição e da Visão, uma vez que foi a que as crianças mais gostaram, visto que ter utilizado instrumentos musicais, indo ao encontro dos seus interesses. Também usei uma venda para que se apercebessem que na falta de um sentido os outros ficam mais apurados. Foram disponibilizados instrumentos (triângulo, tambor, pandeireta e claves). A uma criança foi colocada uma venda, sendo pedido a outra que escolhesse um instrumento e reproduzisse um som. A criança que estava de olhos vendado teve que escutar com atenção para identificar qual o instrumento, devendo ainda, reproduzir o som que ouviu.
As crianças reconheceram que não era fácil descobrir qual o instrumento apenas através do seu som, mas acharam, também ter sido uma atividade muito divertido.

Beijinho
Raquel Dias


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 12:47
Obrigada pelo teu comentário e por teres partilhado um pouco da tua experiência.

Beijinhos
Joana e Marisa


De danielafferreira a 16 de Dezembro de 2013 às 22:40
Olá Joana e Marisa,

Adorei o vosso post, pois abordam estes dois sentidos de uma forma divertida. As vossas atividades são interessantes, sendo que na visão também falam sobre as pessoas invisuais.
Quando referem “realizamos uma pequena atividade na sala onde a turma foi dividida em dois grupos e dentro desses grupos, metade dos alunos foram vendados para que através de alguns objetos, descobrissem o tipo de textura (…)”, gostaria de saber o que fez a outra metade dos alunos quando os outros faziam a atividade?

Beijinhos,
Daniela Ferreira


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 12:47
Obrigada pelo teu comentário e por teres partilhado um pouco da tua experiência.

Beijinhos
Joana e Marisa


De joanafpereira a 17 de Dezembro de 2013 às 12:51
Olá Daniela :)

A outra metade da turma estava e observar todo o processo e a incentivar os colegas. Depois os que estavam no papel de observadores, passaram à ação. De salientar ainda que estas atividades tinham um período de tempo reduzido e por isso não faria sentido pensar numa outra alternativa.

Obrigada pelo teu comentário e por teres partilhado um pouco da tua experiência.

Beijinhos
Joana e Marisa


De ana-resende a 19 de Dezembro de 2013 às 12:30
Olá meninas :)

Antes de mais obrigada por terem partilhado estas atividades connosco e muitos parabéns por as terem realizado e explorado um tema tão importante como a "diferença", neste caso as pessoas invisuais.
De facto, abordar estes assuntos desde cedo com as crianças, permite que estas cresçam como cidadãos mais informados e atentos a estas questões, permitindo uma maior abertura e preocupação para com estas pessoas.
Neste sentido, gostava de saber como é que as crianças reagiram a todas estas atividades que vocês proposeram?
Gostava de saber, também, se foram as crianças que escolheram o grupo a que queriam pertencer ou se foi imposto por vocês? Porquê?
Em que se baseiam para afirmar "... a implicação que depositavam na atividade"?
Quanto à atividade de provar e distinguir sabores, nomeadamente o doce, salgado e amargo, nós também realizámos uma atividade deste tipo, em que as crianças estavam de olhos vendados e tinham que provar diferentes alimentos, adivinhando o seu nome e identificando a sua categoria. Para isso utilizámos alimentos como o limão (amargo), o açucar (doce), o batatas fritas (salgado), entre outras. Assim, gostava de saber quais os alimentos que vocês utilizaram e se as crianças conseguiram identificá-los?

Continuação de um bom trabalho,
Ana Resende


De joanafpereira a 22 de Dezembro de 2013 às 19:59
Olá Ana :)

A escolha dos grupos foi totalmente aleatória. Os grupos foram formados conforme o lugar onde as crianças estavam sentadas.
Quando propusemos estas atividades, as crianças ficaram eufóricas e adoraram a possibilidades de estarem vendadas e de poder provar os sabores que tinham à disposição, com o conta-gotas. Na atividade do paladar, as crianças queriam provar uma e outra vez e prestavam muita atenção ao colega para perceber este adivinhava de que sabor se tratavam. Se o colega estivesse com dificuldades, os alunos ajudavam-se uns aos outros.
Para a atividade do paladar, os alunos tinham à disposição quatro sabores: limão, água com café/sal/açúcar.

Obrigada pela tua partilha :)

Beijinhos
Joana e Marisa


De giselaasilva a 21 de Dezembro de 2013 às 22:50
Olá meninas :)
Adorei a vossa partilha e achei as atividades muito interessantes pois como já foi dito em comentários anteriores é fulcral sensibilizar as crianças desde pequenas para a diferença, incutindo deste modo o respeito pelas pessoas com deficiências.
No nosso estágio em pré-escolar também trabalhamos com o nosso grupo o paladar e foi muito interessante e eles gostaram imenso :)

Obrigada pela partilha.
Beijinho,
Gisela Silva


De joanafpereira a 22 de Dezembro de 2013 às 20:01
Olá Gisela :)

Obrigada pelo teu incentivo e pela tua partilha!

Beijinhos
Joana e Marisa


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post