Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013
1º Sessão do projeto - O que é uma máquina

Olá, hoje vimos partilhar com vocês a 1.ª sessão oficial do nosso projeto. Nesta sessão as crianças estavam divididas em grupos de 3, cada grupo teria 3 objetos, e teria que classificá-los como máquinas e não máquinas

.

O objetivo foi desmistificar uma conceção alternativa sobre o facto de quando as crianças pensam em máquinas, imaginarem máquinas de lavar, carros, elevadores que são muito complexas e são movidas por motores (Buschel & Lenox, 2009), algo que sabemos não ser real, pois uma simples tesoura é uma máquina, e não tem motor, nem é deveras complexa. Além de ser uma conceção identificada pela literatura, também a pudemos comprovar na realização de uma entrevista semiestruturada, nas semanas anteriores, onde demos às crianças uma série de objetos para que estas pudessem escolher os que consideravam máquinas e não máquinas. Como podem imaginar, a maioria das crianças associou o termo “máquina” a objetos elétricos ou com um motor. Podem visualizar na imagem seguinte as ideias prévias das crianças:

 

Desta forma, pareceu-nos crucial ter como ponto de partida uma sessão que clarificasse o conceito de máquina, uma vez que o projeto será desenvolvido em torno de máquinas simples, permitindo assim um esclarecimento de conceitos e a desconstrução de algumas conceções alternativas que poderiam ser impeditivas na construção de algumas aprendizagens ao longo do projeto. Harlen (2008) afirma que o ensino das ciências desde os primeiros anos é essencial para que as crianças não criem ideias erradas, construídas intuitivamente desde cedo.

 

Bibliografia:

Buschel, A.; Lenox, S. (2009). Simple Machines – The Pulley System. Acedido a 20 de novembro em: http://www.personal.psu.edu/anb5027/blogs/di_block/The%20Pulley%2System.pdf

 

Harlen, W. (Ed.) (2010). Principles and big ideas of science education (pp. 6-50). Hatfield:Association for Science Education

 

 

E vocês que pensam do facto de termos iniciado o projeto desmistificando uma concepção alternativa das crianças sobre a temática?

Bom trabalho e beijinhos,

Ângela e Andreia


tags:

publicado por angelasofia às 19:25

10

De mrmo a 28 de Novembro de 2013 às 23:09
Olá meninas :)

Relativamente à vossa questão, considero que se o vosso projeto será desenvolvido em torno de máquinas simples, a desmistificação da conceção do que são máquinas, foi uma mais-valia, pois vai permitir que as crianças adquiram mais facilmente algumas das aprendizagens que lhes vão proporcionar.

Deste ponto de vista, acho que o que desenvolveram na vossa 1.ª sessão do projeto vai ao encontro do que é afirmado por Harlen (2008), autor que citaram, uma vez que estão a desenvolver ideias corretas nas crianças, acerca do que são máquinas e, mais concretamente, o que são máquinas simples, uma vez que algumas das ideias que estas apresentaram não estavam corretas.

Gostaria, no entanto, de saber que máquinas simples é que vão trabalhar com as crianças.

Continuação de um bom trabalho!!

Beijinho.
Márcia Oliveira.


De ssd a 28 de Novembro de 2013 às 23:35
Boa noite meninas,

penso que a forma como iniciaram o vosso projeto foi uma mais-valia para que no futuro as crianças possam compreender e realizarem as tarefas que propuserem da melhor forma, uma vez que o tema central do vosso projeto serão as máquinas.

Em que ano de escolaridade estão a desenvolver a vossa prática pedagógica?

Como surgiu o vosso projeto e o porquê de este se centrar nas máquinas? Que outras atividades irão desenvolver?
O vosso projeto parece-me interessante, uma vez que se trata de um trabalho diferente e as crianças infelizmente nem sempre têm oportunidade nas escolas para tratarem questões das ciências, pelo que o vosso grupo de crianças beneficiará muito com o vosso projeto. Para além disto, as crianças adoram fazer experiências e trabalhos do género deste que apresentaram, e facilmente conseguirão mantê-los entusiasmos e implicados na realização do vosso projeto, o que é muito reconfortante para quem o constrói.

Continuação de um bom trabalho!

Sabrina Duarte


De carolina-dias a 29 de Novembro de 2013 às 00:34
Boa noite Andreia e Ângela,

obrigada por partilharem as atividades que estão a realizar para o vosso relatório de estágio. Quantas sessões planearam? E pensam que através das sessões planeadas conseguem atingir os objetivos que estipularam de uma maneira geral? Já agora quais são?
Fizeram bem em realizar à priori uma entrevista às crianças de maneira a conhecerem um pouco o que as crianças já sabem sobre esta temática das máquinas. Desta forma também vos ajuda a entender o que podem planear e para criarem atividades que fiquem no limiar das capacidades das crianças. Porém, e sendo a área das ciências uma temática abrangente, na escolha de trabalharem as máquinas tiveram em atenção se era uma temática que as crianças gostam, ou não tiveram isso em conta? Tinham mesmo que trabalhar este tema?
Concordo com o autor que escolheram, Harlen (2008) que se deve trabalhar desde cedo o ensino das ciências com as crianças. Desde o pré-escolar que as crianças são curiosas e querem saber sempre mais, em temáticas como os animais, a galáxia ou mesmo o corpo humano. Digo isto porque na sala do pré-escolar em que estou a estagiar, as crianças, apesar de não terem nenhuma área destinada às ciências, gostam sempre de saber mais e apenas consigo satisfazer-lhes a curiosidade através da leitura de livros que têm na área da biblioteca sobre isto. Concordam que se deve trabalhar desde o pré-escolar? Sabem de outra maneira que posso trabalhar, mais a minha colega de estágio, as ciências sem ser através dos livros?
A desmistificação ou a exploração de alguma temática, na minha opinião, deve ser sempre o primeiro passo. Quando planificamos devemos ter isso em conta, pois se partimos para as atividades sem esclarecer primeiro as crianças, estas vão-se sentir perdidas na realização da mesma. Resultado, vão ter níveis baixos de implicação e vão fazê-la por fazer. Assim, devemos começar por explicar bem o que pretendemos, responder às dúvidas iniciais e cativá-las! O trabalho posterior correrá melhor :)

Continuação de bom trabalho e aguardo pelas restantes atividades. Boas experiências! :)

Beijinho, Carolina.


De baptista a 29 de Novembro de 2013 às 11:44
Olá meninas :)

Gostei muito da vossa atividade e acho que postaram uma atividade bastante interessante.

Considero que iniciaram o vosso projeto da melhor maneira, ao clarificar junto do vosso grupo de crianças a conceção de máquina pois, se as crianças continuassem com a ideia de que só eram máquinas aquelas que tivessem motor, isso poderia condicionar a realização de futuras atividades por vós propostas.

No entanto, tal como a Sabrina, também gostaria de saber como é que surgiu o tema do vosso projeto e porque é que escolheram como foco as máquinas. Foi um tema que vos chamou à atenção? Que tivessem interesse em desenvolver?

O projeto que estão a desenvolver é um projeto importante e uma forma de sensibilizar as crianças desde cedo para o ensino das ciências, sendo também fundamental para as crianças adquirirem um conhecimento científico.

Continuação de bom trabalho.

Beijinho.

Sandra Baptista.


De ana-resende a 29 de Novembro de 2013 às 11:46
Olá meninas :)

Antes de mais obrigada por partilharem a primeira sessão do vosso projeto. Acho que é bastante interessante e diferente daquilo que temos visto até agora, também por estar inserido na área das ciências.
Respondendo à vossa pergunta e, concordando com o que as colegas já disseram, considero que terem iniciado o vosso projeto partindo da desmistificação de ideias "erradas" que as crianças têm é muito importante, para que estas não cresçam com ideias erradas e, também como vocês dizem, para que não impeçam a construção de aprendizagens.
Neste sentido, aproveito para perguntar como fizeram para explicar às crianças sobre as conceções erradas que tinham sobre os objetos que consideravam máquinas e não máquinas? Acham que foi uma boa estratégia? As crianças ficaram a perceber?
Relativamente às atividades que planearam para o vosso projeto, foram planeadas em conjunto? Ou existem atividades específicas para cada tese?
Pergunto isto, porque eu e a minha colega de estágio temos planeado tudo em conjunto, inclusive as atividades para a tese de cada uma, visto que conseguimos que as atividades promovessem, ao mesmo tempo, os temas de cada uma, nomeadamente as competências sociais e a autoestima.

Beijinho e continuação de um bom projeto,
Ana Resende


De angelasofia a 29 de Novembro de 2013 às 13:20
O projeto foi implementado numa turma de 4º ano. Esclarecendo algumas questões, as sessões que realizamos posteriormente foram sobre alavancas e rampas, sendo que eu abordei a temática das alavancas e a Andreia as rampas. As atividades desenvolvidas foram atividades do tipo investigativo e nos próximos post's iremos falar um pouco sobre cada uma.
O facto de termos enveredado pela temática das máquinas simples, foi decorrente de uma discussão com a orientadora cooperante Margarida Rodrigues, meio ano antes de iniciarmos o estágio, que demonstrou interesse no desenvolvimento de um projeto que envolvesse as ciências experimentais (pois era um tipo de atividade que segundo esta não era muito desenvolvida no contexto) criando uma ponte de ligação com a história de Portugal. Desta forma, após alguma deliberação com a orientadora da Ua, professora Ana Rodrigues, decidimos enveredar por esta temática, por acharmos que poderia ter essa abordagem integradora com a história de portugal . Em post's posteriores, explicaremos qual a ponte de ligação que criamos com as outras áreas.
A forma como fizemos com que as crianças chegassem à concepção real de máquinas, partiu como já disse das ideias iniciais das crianças. Após todas as crianças terem partilhado as suas ideias, colocámos algumas questões reflexivas como "Então vamos lá pensar, porque é que acham que o ser humano criou as máquinas?", as crianças automáticamente disseram que era "para nos facilitar uma tarefa" e assim introduzimos o facto de por exemplo a tesoura e o martelo nos facilitarem uma tarefa e estes não a contemplataram como máquinas. Depois de termos definido o que eram máquinas, pedimos para as crianças analisarem os objetos que realmente eram máquinas e para identificarem se existia alguma diferença entre eles. Chegamos assim à diferença entre máquinas que funcionam com energia direta do ser humano (máquinas simples) e máquinas que funcionam com energia exterior ao ser humano (como energia elétrica, solar).
Relativamente à questão da Carolina, sobre a forma de exploração das ciências no pré-escolar, penso que não seria má ideia fazerem uma introdução às atividades do tipo-investigastivo. Quando estagiámos no pré-escolar, desenvolvemos algumas atividades deste género, em que as crianças teriam uma folha, para registarem as suas previsões (penso que...) e posteriormente o que observaram e concluíram da experiência (verifiquei que...). Obviamente que estes registos deverão ser todos ilustrados e deverão ser feitos através de cruzes, mas por experiência própria, com um pouco de acompanhamento, todos eles conseguem efetuar e interpretar os registos. Quando falaste do corpo humano, uma boa estratégia poderia passar pela construção de alguns sistemas. Por exemplo, poderias trabalhar com eles o sistema circulatório, realizando um molde de um corpo (do tamanho deles), e através de tubos (que permitissem colocar lá dentro líquido azul e vermelho) e da construção com esponjas de um coração e pulmões, fazer a representação da grande e da pequena circulação. Esta foi uma ativida realizada por nós, no pré-escolar, e foi um autentico sucesso :)

Espero ter respondido a todas as dúvidas :)
Beijinho,
Angela Soares


De ana-resende a 29 de Novembro de 2013 às 15:04
Olá Ângela :)

Acho que foste muito esclarecedora na maneira como explicaste todas as questões levantadas.
Desta forma e, mediante a questão que coloquei, acho que o facto de partirem sempre das ideias prévias das crianças e, a partir daí fazerem perguntas reflexivas que ajudam as crianças a chegarem por si às respostas corretas, considero que é uma estratégia valiosa para as crianças irem construindo o seu conhecimento, para estarem implicadas e interessadas naquilo que se está a fazer, uma vez que tudo depende delas.
A forma como organizaram a sequência de atividades parece-me muito bem e evidencia preocupação para a organização do pensamento da criança.

Continuação de um bom trabalho,
Ana Resende


De ana-vivas a 6 de Dezembro de 2013 às 19:42
Olá Ângela e Andreia.

Desde já muito obrigado pela vossa partilha, pois as ciências sempre foi um tema que me agrada.

Acho muito interessante a vossa temática e de facto as crianças tem a conceção de que uma máquina tem que ter um motor ou ser elétrico, e isso foi comprovado na entrevista que deram aos alunos.
Como o vosso projeto é em torno das máquinas penso que fizeram o mais correto ao iniciá-lo com a desmistificação de uma conceção alternativa das crianças sobre a temática.
Na minha opinião foi o mais correto pois nas sessões seguintes as crianças já vão conseguir perceber melhor o que é isso de máquinas.

Perante isto tenho a curiosidade de como os alunos reagiram ao saberem que uma tesoura também é uma máquina...
Como tem sido a postura dos alunos face ao vosso projeto?

Beijinhos e continuação de bom trabalho
Ana Vivas


De joanaazevedo a 14 de Dezembro de 2013 às 13:35
Olá Ângela e Andreia :)

Obrigada pela partilha da primeira sessão do vosso projeto.
Respondendo à tua questão, considero essencial o facto de vocês desmistificarem junto dos alunos o que são máquinas, já que o vosso projeto irá se centrar nesta temática.
Ao esclarecerem com os alunos estes conceitos eles certamente conseguirão aprender melhor.

Beijinhos,
Joana Ferreira


De danielafferreira a 16 de Dezembro de 2013 às 23:24
Olá meninas,

Gostei do vosso post, pois dão-nos a conhecer a primeira sessão do vosso projeto.
Relativamente à vossa questão, acho interessante terem começado por desmitificar o conceito de máquina, visto que o vosso projeto anda em volta de máquinas simples. Com a clarificação deste conceito os alunos ficam a saber o que é uma máquina, sendo que muitas vezes os alunos têm ideia completamente erradas.

Beijinhos,
Daniela Ferreira


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post