Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013
Caracterização do contexto de estágio

             No presente semestre encontrámo-nos a estagiar no Colégio D. José I com uma turma do primeiro anos de escolaridade constituída por 24 alunos dos quais, 14 são do sexo feminino e 10 são sexo masculino, com idades compreendidas entre os 5 e 6 anos.

           O Colégio D. José I é uma instituição de ensino particular e público localizado na Rua Luís de Camões, na freguesia de Santa Joana, no concelho de Aveiro. Este estabelecimento de ensino abrange desde o ensino pré-escolar até ao 3.º Ciclo Básico, administrando ainda Cursos de Educação e Formação de Jovens (equivalência ao 9.º ano de escolaridade), Cursos Profissionais (equivalência ao 12.º ano de escolaridade) e Cursos de Educação e Formação de Adultos (equivalência ao 12.º ano de escolaridade). O colégio tem à disposição dos alunos 1 autocarro e 2 carrinhas de 9 lugares, que servem de transporte a alguns alunos, bem como de transporte para visitas de estudo.

Centralizando-nos um pouco na caraterização da turma podemos dizer que os alunos, na sua maioria, têm grandes capacidades na aquisição de conteúdos e denota-se um trabalho bastante cuidado na educação pré-escolar. Estes alunos precisam que, constantemente lhes sejam dados desafios estimulantes que ponham à prova as suas capacidades.  É uma turma bastante participativa e com uma enorme sede de conhecimento. Existe um aluno com necessidades educativas especiais que em nada é colocado de parte pelos colegas pois estes sempre que esta criança necessita de ajuda (numa tarefa ou resposta), cooperam com ele e incentivam-no na resposta.

A primeira semana de intervenção decorreu com algum nervosismo e algumas dúvidas mas com o apoio de todos os envolventes, conseguimos levar a cabo tudo o que tínhamos planeado. Nas intervenções futuras continuaremos a procurar novos recursos e formas mais dinâmicas de expor os conteúdos tal como temos vindo a fazer através de alguns jogos. Sempre que expomos determinado conteúdo, temos uma contextualização para que esta parta do vivido da criança e, consequentemente, a sua aquisição seja facilitada. 

 

Beijinhos e continuação de bom trabalho! :)

Marisa e Joana


tags: , ,

publicado por marisaasilva às 21:10

De baptista a 10 de Novembro de 2013 às 10:25
Olá Joana e Marisa :)

Gostei muito de ler o vosso post.

Porém, assim que o comecei a ler suscitou-me alguma curiosidade em saber como é que se estão a sentir perante uma turma do 1.º ano de escolaridade, em início de ano letivo.

Para além disso, notaram dificuldades em relação à integração dessas crianças no Primeiro Ciclo do Ensino Básico, uma vez que vinham da Educação Pré-Escolar? Todas frequentaram a Educação Pré-Escolar? Caso não tenham frequentado todas, notam diferenças entre as crianças que frequentaram e as que não frequentaram ao nível da aquisição de conteúdos?

Em relação ao aluno que tem necessidades educativas especiais, que tipo de necessidade educativa especial ele tem? Ele necessita de algum trabalho diferenciado ou acompanha os conteúdos por vós lecionados facilmente?

Os primeiros dias de intervenção são sempre difíceis, também falo por mim, que fico sempre nervosa e com receio de não conseguir corresponder às expetativas das crianças. No entanto, há medida que o tempo vai fluindo este nervosismo acaba por atenuar e o desenrolar da intervenção ocorre mais espontaneamente. Não sei se acham o mesmo :)

Continuação de bom trabalho.

Beijinho para as duas :)

Sandra Baptista.


De joanafpereira a 11 de Novembro de 2013 às 21:27
Olá Sandra Baptista :)

Respondemos anteriormente a Daniela acerca dos nossos receios e também partilhamos da mesma opinião, especialmente por estarmos num ano como este. :)
Quanto à transição para o 1º CEB, achamos que foi um processo facilmente ultrapassado por todas as crianças. Todos os alunos frequentaram o pré-escolar, metade frequentou na mesma instituição e os restantes, estão pela 1ª vez no Colégio. Na 1ª semana apenas vimos um menino (NEE) a chorar e angustiado com o medo de a mãe voltar. Contudo, facilmente percebeu o que a mão voltaria sempre para o ir buscar e, no dia seguinte, ficou completamente bem-disposto. Apesar de todos terem frequentado a Educação Pré-escolar, notamos diferenças entre eles. Temos um pequeno grupo que já consegue ler pois já conheciam todas as letras e, percebendo o mecanismo de leitura, eles próprios lêem sozinhos, o que não é espectável para esta fase.
Em relação ao nosso aluno com NEE, nós não conhecemos qual a necessidade que ele tem, visto que nem a professora cooperante tinha este conhecimento. Ele acompanha normalmente as aulas, precisando apenas de mais atenção e acompanhamento nas diversas tarefas.

Bom trabalho!
Beijinhos
Joana e Marisa


Comentar:
De
Nome

Email

Url

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados



Email

Password


Este Blog tem comentários moderados


Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários