Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013
Caracterização do contexto de estágio

             No presente semestre encontrámo-nos a estagiar no Colégio D. José I com uma turma do primeiro anos de escolaridade constituída por 24 alunos dos quais, 14 são do sexo feminino e 10 são sexo masculino, com idades compreendidas entre os 5 e 6 anos.

           O Colégio D. José I é uma instituição de ensino particular e público localizado na Rua Luís de Camões, na freguesia de Santa Joana, no concelho de Aveiro. Este estabelecimento de ensino abrange desde o ensino pré-escolar até ao 3.º Ciclo Básico, administrando ainda Cursos de Educação e Formação de Jovens (equivalência ao 9.º ano de escolaridade), Cursos Profissionais (equivalência ao 12.º ano de escolaridade) e Cursos de Educação e Formação de Adultos (equivalência ao 12.º ano de escolaridade). O colégio tem à disposição dos alunos 1 autocarro e 2 carrinhas de 9 lugares, que servem de transporte a alguns alunos, bem como de transporte para visitas de estudo.

Centralizando-nos um pouco na caraterização da turma podemos dizer que os alunos, na sua maioria, têm grandes capacidades na aquisição de conteúdos e denota-se um trabalho bastante cuidado na educação pré-escolar. Estes alunos precisam que, constantemente lhes sejam dados desafios estimulantes que ponham à prova as suas capacidades.  É uma turma bastante participativa e com uma enorme sede de conhecimento. Existe um aluno com necessidades educativas especiais que em nada é colocado de parte pelos colegas pois estes sempre que esta criança necessita de ajuda (numa tarefa ou resposta), cooperam com ele e incentivam-no na resposta.

A primeira semana de intervenção decorreu com algum nervosismo e algumas dúvidas mas com o apoio de todos os envolventes, conseguimos levar a cabo tudo o que tínhamos planeado. Nas intervenções futuras continuaremos a procurar novos recursos e formas mais dinâmicas de expor os conteúdos tal como temos vindo a fazer através de alguns jogos. Sempre que expomos determinado conteúdo, temos uma contextualização para que esta parta do vivido da criança e, consequentemente, a sua aquisição seja facilitada. 

 

Beijinhos e continuação de bom trabalho! :)

Marisa e Joana


tags: , ,

publicado por marisaasilva às 21:10

De joanafpereira a 11 de Novembro de 2013 às 21:25
Olá Márcia :)

Quando dizemos que as crianças têm grandes capacidades na aquisição de conteúdos queremos dizer que estas trazem uma enorme bagagem da educação pré-escolar e que nos leva a concluir que foi bastante escolarizado. Conhecem quase todas as letras, logo na segunda semana de aulas conseguiam compor e decompor números pelo menos até ao 30 e, algumas crianças já conseguem ler. Respondendo um pouco à pergunta da Ângela, tens toda a razão, o termo utilizado deveria ser mesmo “explorar conteúdos” porque se o método utilizado são os jogos, estes nunca devem ser somente expositivos, mas leva-los à descoberta através de algo que gostem.
Quanto ao aluno com NEE, este normalmente executa as mesmas tarefas que os restantes colegas. Tem sim algumas limitações ao nível motor e da linguagem mas possui grandes capacidades e com um pouco mais de ajuda e um trabalho mais individualizado, alcança os seus objetivos. Quando é explicado alguma tarefa ao grande grupo, uma de nós dirige-se a este aluno e novamente lhe explica o que é pedido e ajudámo-lo. Nas atividades mais lúdicas, nos jogos, por exemplo, tentamos sempre que o aluno participe e, como a ajuda de todos, dê a sua opinião ou contributo para aquilo que no momento está a ser feito.
As atividades que vão ao encontro do vivido da criança devem ser, sempre que possível, implementadas. A título de exemplo deixamos aqui uma sugestão. Numa das aulas teríamos de abordar as figuras geométricas. Primeiramente foram utilizados os blocos lógicos com manipulação livre para que se apropriassem do material. Depois de um diálogo organizámos a turma em 3 grupos e foi pedido que se deslocassem para o exterior da escola e lá encontrassem objetos que continham as figuras geométricas anteriormente faladas na sala de aula. O espaço exterior foi escolhido porque os alunos adoram brincar lá fora, principalmente no parque (repleto de figuras geométricas) e numa das aulas também foi referenciado a gaiola dos pássaros onde também poderiam observar algumas figuras.

Olá Daniela :)

Como respondemos à Márcia, notamos que estas crianças têm uma grande preparação do pré-escolar, que talvez tenha sido um pouco escolarizado. E, como tal, temos que ter em conta esses aspetos e fazer com que todas as crianças se sintam desafiadas e motivadas para as atividades que propomos. Tentamos que estas atividades vão ao encontro dos interesses das crianças, por exemplo, realizámos uma caça ao tesouro das sílabas mas, para que haja motivação e interesse nesta atividade, criámos uma carta do seu amigo “Mocho” (pois são a sala dos mochos). Esta atividade foi desafiante pois tinham a “caixa do tesouro” com as diferentes sílabas e, com estas, teriam que conseguir formar novas palavras. Podemos dizer que eles conseguiram mesmo nos surpreender! :)
Como estamos no 1.º ano do 1.º CEB sentimos imediatamente que teríamos uma grande responsabilidade para com estes alunos. Confessámos que nos sentimos assustadas com esta realidade e com algumas dificuldades em perceber as estratégias adequadas para este público. No entanto, com a ajuda da professora cooperante, achamos que conseguimos “dar a volta por cima”. E, apesar de ser um grande desafio, está a dar-nos um grande gozo! :)



Comentar:
De
Nome

Email

Url

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados



Email

Password


Este Blog tem comentários moderados


Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários