Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Sexta-feira, 4 de Outubro de 2013
Aprofundamento conceptual

 Viva!

Como proposto (ver aqui), faremos em colaboração um aprofundamento dos conceitos relacionados com o tema da UC, mobilizando conhecimentos adquiridos noutras UC, explorando informação disponível na internet (incluindo neste blogue), entre outros.

Deixo algumas questões que poderemos começar a discutir:

Q1. Que conceitos, teorias... associam ao nome da UC - "Gestão de comunidades de aprendizagem online"?

Q2. Que conceitos, teorias... foram abordados/trabalhados noutros contexto (UC anterior, p.ex. pesquisa para um trabalho ou outro)?

Q3. Qual a sua relevância desses conceitos, teorias... para a vossa futura prática profissional (enquanto educadores/professores)?

Como é óbvio, se tiverem inquietações/questões sobre a temática coloquem.

Aguardo os vossos contributos!

MJL


tags: , ,

publicado por mjoao às 12:50

10

De mrmo a 4 de Outubro de 2013 às 15:38
Relativamente à questão n.º 1, para mim, "Gestão de comunidades de aprendizagem online", significa um modelo de gestão da aprendizagem que envolve as novas Tecnologias de Informação e Comunicação. Para além disto, considero que consiste na partilha de saberes e experiências entre vários profissionais com vista a refletir e a (re) construir o conhecimento praxiológico em conjunto, sobressaindo-se desta forma a vertente colaborativa, uma vez que permite a inovação e a melhoria das práticas com vista a um desenvolvimento profissional, tendo como objetivo melhorar as aprendizagens dos alunos.


De baptista a 4 de Outubro de 2013 às 15:39
Q1: Na minha perspetiva, refere-se a um modo de aprendizagem que tem subjacente as novas tecnologias. Para além disto, acho que tem em vista a partilha e a troca de opiniões entre os vários intervenientes, tendo presente uma vertente colaborativa no processo,indispensável ao desenvolvimento e crescimento profissional. Promove ainda o contacto com outros profissionais, bem como desenvolve nas pessoas o contacto com vários programas online. Esta aquisição de conhecimentos por partes dos profissionais ao nível da educação influenciará positivamente as aprendizagens dos alunos.


De carolina-dias a 5 de Outubro de 2013 às 17:10
O nome da UC vai ao encontro de alguns conceitos que podem ser um pouco mais explorados, nomeadamente, gestão de comunidades de aprendizagem online.
Como tal, gestão de comunidades pode remeter para uma pessoa que tem como principal função gerir/organizar um grupo (comunidade) de pessoas e que todas trabalham para a mesma finalidade. Se a comunidade existe é porque dispõem dos mesmos interesses e gostos, sendo uma motivação para que trabalhem no respetivo grupo. Visto que todos trabalham para a mesma finalidade, importa que dentro de todo o grupo exista partilha de conhecimentos, sentido crítico, entre outros.
Fazendo ponte para a nossa UC, penso que quem gere é a professora e o grupo de pessoas é a turma. Apesar de ser a professora a gerir, o contributo de todos os participantes é fundamental para que a comunidade funcione e avance em passos largos para o sucesso.
Relativamente à aprendizagem online, e após a leitura de alguma bibliografia, a mesma remete para a interação que ocorre no contexto de ensino e aprendizagem online entre os intervenientes para a realização das atividades e discussão dos objetivos destas, servindo como meio para diminuir o distanciamento entre professor – aluno (Rodrigues, Moreira & Balula, s.d). Também servem para avaliar a qualidade da aprendizagem através do rasto cognitivo dos posts de discussão na comunicação assíncrona entre os elementos dos grupos (Rodrigues, Moreira & Balula, s.d.). Ou seja, sendo uma aprendizagem online permite que a mesma seja realizada à distância, num meio familiar e acolhedor para nós, em que o mais importante é a qualidade dos posts, comentários, interação, etc.
Conceitos como aprendizagem online, colaboração, interação, novas tecnologias, criatividade, entre outros, têm e certamente vão ter num futuro próximo uma importância enquanto educadoras/professoras. Existem países em que o ensino já é realizado através de plataformas online, escolas onde os professores apostam numa vertente colaborativa em prol de um ensino melhor, em que cada vez mais as pessoas percebem que através da troca de experiências evoluem enquanto seres e para qualquer lado que olhemos tudo já é executado através de máquinas. Cabe-nos adaptar a uma nova realidade!
Por fim, e após ter lido os comentários das minhas colegas e lembrando-me do que foi abordado na última aula, volto a colocar a questão, “Será que o trabalho que fazemos nesta UC é um trabalho de teor colaborativo ou cooperativo?”. Sendo que já fiz uma pequena abordagem num trabalho de grupo sobre estes conceitos, seria interessante perceber o que as minhas colegas pensam acerca desta questão, por forma a entender então como é o nosso trabalho nesta UC. Fica o desafio ;)
Ana Carolina Dias

Referências Bibliográficas:
Rodrigues, S., Moreira, A. & Balula, A. (s.d.). Perceção da aprendizagem nas interações numa comunidade de B-Learning: o caso do PDMMEDU. II Congresso Internacional TIC e Educação.


De ssd a 7 de Outubro de 2013 às 19:59
Respondendo à primeira questão, o nome da UC "Gestão de comunidades de aprendizagem online" remete na minha opinião para o trabalho colaborativo através das tecnologias de informação e comunicação. Com o recurso a estas tecnologias, as comunidades, neste caso, um grupo de estudantes e profissionais podem partilhar as suas experiências, propostas e ideias sobre os mais variados assuntos, promovendo a aprendizagem à distância de todos os intervenientes. Para tal é necessário que todos membros respeitam as opiniões dos outros, de modo a garantir a liberdade de expressão. Para que o diálogo seja mantido é necessário mantermos a comunicação atualizada e quando necessário introduzir questões ou outras temáticas de modo a suscitar novas discussões.


De ana-resende a 11 de Outubro de 2013 às 11:51
A unidade curricular (u.c) com o nome de Gestão de comunidades de aprendizagem online, pressupõem a existência de alguns conceitos chave que serão importantes conhecer no sentido de termos consciência da base concetual da u.c. Neste sentido, surgem conceitos como gestão, comunidade, aprendizagem online, colaboração, interação, participação, etc.
A gestão tem como sinónimo administração, ou seja, existe alguém que gere/administra. Sendo função do gestor planear, organizar, fixar metas, entre outros. No que diz respeito a uma comunidade, esta corresponde a um conjunto de pessoas que têm algo em comum, que se regem por um determinado objetivo. Assim, depreende-se que gestão de comunidades corresponde a um conjunto de pessoas que é gerido por uma outra pessoa (gestor), as quais caminham lado a lado, no sentido de alcançar objetivos concretos.
Comunidades de aprendizagem online pressupõem a existência de um conjunto de pessoas que aprendem, partilham opiniões recorrendo a uma plataforma virtual, como é o caso do blog. Segundo Moran (n.d) as atividades à distância, se bem feitas, conferem autonomia aos alunos, e, se combinadas com atividades colaborativas, podem compor um conjunto de estratégias combinadas muito interessantes e dinâmicas.
O trabalho colaborativo já consistiu num trabalho de grupo de outra unidade curricular e, segundo DiMauro & Jacobs, 1995; Ruopp et al. 1993, referido por Chagas, 2002), este é uma condição necessária para que as redes de aprendizagem e conhecimento se constituam e se mantenham, de forma a concretizar uma das suas potencialidades mais evocadas - a construção de conhecimento pelos seus intervenientes.
Por fim, considero que os conceitos anteriormente referidos são relevantes para a nossa prática profissional futura, visto que ao longo do nosso percurso iremos ser geridas por determinados órgãos, bem como contactar com um conjunto de pessoas que procuram ir ao encontro de um mesmo objetivo (ensino-aprendizagem dos alunos). Considero importante adotarmos estratégias de trabalho colaborativo, tanto presencial como online, pois permite-nos a troca de experiências, de estratégias que poderão contribuir para melhorar a nossa prática profissional.

Referências Bibliográficas:
Moran, J. (n.d). Os modelos educacionais na aprendizagem on-line. Obtido de http://www.eca.usp.br/moran/modelos.htm. Acedido a 10 de outubro
Chagas, I. (2002). Trabalho em colaboração: condição necessária para a sustentabilidade de redes de aprendizagem. In M. Miguéns (Dir.). Redes de aprendizagem. Redes de conhecimento (pp. 71-82). Lisboa: Conselho Nacional de Educação.


De imgt a 11 de Outubro de 2013 às 14:45
Na minha opinião, o nome da unidade curricular “ Gestão de Comunidades de Aprendizagem online” tal como o nome indica, gere a partilha de experiências e ideias utilizando as novas tecnologias informáticas.
esta partilha é feita por profissionais e que visa contribuir para a partilha de conhecimentos entre os profissionais envolvidas, onde cada um pode dar a sua opinião, colocar questões e esclarecer as suas dúvidas, tendo por base o trabalho colaborativo e o respeito pela opinião de cada interveniente.


De vaniacastro a 11 de Outubro de 2013 às 23:21
Na minha perspetiva, a unidade curricular “Gestão de Comunidades de Aprendizagem Online” remete-me, imediatamente, para um grupo de pessoas (comunidade) que através da troca de saberes e ideias vão aprendendo e adquirindo novos conhecimentos, neste caso esta aprendizagem é feita online. O facto de esta aprendizagem ser online é fator facilitador, uma vez que os intervenientes não necessitam, obrigatoriamente, de partilhar o mesmo espaço físico e o mesmo tempo.
Esta unidade curricular pressupõe que o papel do aluno não seja, apenas, o de um simples recetor, pois o seu processo de aprendizagem é construído através do que este dá e do que recebe dos outros elementos desta comunidade.
Numa futura prática profissional, acho o uso destes conceitos revelante, uma vez que, cada vez mais as novas Tecnologias de Informação e Comunicação estão presentes no processo de ensino-aprendizagem e é importante que se saiba trabalhar com elas de forma a desencadear outros modos de ensino-aprendizagem e assim, chegar e trabalhar com pessoas que, de outra forma, não seria possível.


De danielafferreira a 13 de Outubro de 2013 às 22:44
Relativamente à primeira questão, uma comunidade de aprendizagem online é um grupo de indivíduos que trocam opiniões e informações através da internet. O facto de ser online é vantajoso, uma vez que os intervenientes não precisam de se deslocar. E com esta interação as pessoas que pertencem ao grupo aprendem umas com as outras.
Daniela Ferreira


De joanaazevedo a 13 de Outubro de 2013 às 22:46
Respondendo à primeira questão, entendo que comunidade de aprendizagem online consiste num conjunto de pessoas que através da internet partilham saberes e conhecimentos. Desta forma, aprendem em conjunto, devendo numa comunidade haver respeito pela opinião dos outros.
Joana Ferreira


De angelasofia a 18 de Outubro de 2013 às 15:20
No que diz respeito à primeira questão, na minha perspetiva, existe logo um conceito/teoria explícito associado ao nome da unidade curricular e que penso ser um conceito chave. É o conceito de trabalho colaborativo. O trabalho colaborativo é um tipo de trabalho onde duas pessoas ou mais trabalham com um objetivo em comum. Segundo Tractenberg (2007) a colaboração docente, ou docência colaborativa é uma modalidade de trabalho em que dois ou mais professores se reúnem, interagem e somam esforços para planear, desenvolver, implementar e avaliar experiências de ensino-aprendizagem. Como futuros profissionais de educação, este tipo de trabalho acarreta várias vantagens, entre elas o facto de podermos construir um trabalho em conjunto com outra pessoa, que tenha os mesmos interesses que nós, estando em locais diferentes, resultando num trabalho mais completo e essencialmente num trabalho que irá originar uma melhor aprendizagem por parte das nossas crianças, reportando-me assim para a questão número 3, sobre a importância para a nossa vida profissional.
Este tipo de trabalho pode ser realizado presencialmente e online, mas penso que a unidade curricular retrata essencialmente a parte online. Esta parte online pode ser executada de diversas formas e aqui reporto-me à segunda questão, que questiona a forma como este conceito foi trabalhado noutros contextos e práticas. Referindo a minha experiência pessoal, a plataforma do Google Drive, permitiu-me ao longo de todo o meu percurso escolar desenvolver trabalhos em tempo real, com outros colegas de grupo, o que facilitou o desenvolvimento dos diversos trabalhos, uma vez que nos encontrávamos em diversas partes do país diferentes, mas conseguimos assim contornar esse problema através dessa plataforma. Penso que o blog será agora outra plataforma extremamente útil, uma vez que não vou estar só em contacto com o grupo de trabalho com o qual me encontro em outras unidades curriculares, como posso partilhar com todos os que frequentam o mestrado, especificamente no meu ano, planificações, caracterizações, reflexões, etc. Estes documentos poderão ser alvo de sugestões com o objetivo de melhorar o meu percurso e a minha experiência enquanto estagiária e o mesmo de minha parte, tendo em conta que a minha experiência pessoal e profissional poderá contribuir para melhor o trabalho de outros colegas, configurando-se aqui, novamente, o trabalho colaborativo

bibliografia: Tractenberg, L. (2007) Motivação para o estudo da docência colaborativa online: um novo território a explorar.


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post