Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Domingo, 3 de Fevereiro de 2013
Estratégias organizativas - Quadro de tarefas

 Penso que quando falamos na organização e gestão da vida da sala, nomeadamente na criação de estratégias e recursos que facilitem essa gestão e organização (como é o caso do quadro de presenças) é muito importante que o trabalho seja de equipa, isto é, não apenas nosso, mas mais do que isso, das crianças. As rotinas que orientam a vida da sala dão à criança a noção de que faz parte do grupo e do jardim e que aquele espaço é também o seu espaço. Por isso é fundamental que as rotinas, recursos e estratégias adotadas sejam também da sua autoria.

Depois de termos o quadro das presenças a funcionar plenamente, considerámos importante a criação de um quadro de tarefas que pudesse ajudar as crianças a organizarem as rotinas e que trouxesse também alguma democracia a essa organização. Então reunimo-nos em grande grupo no tapete e lançamos ao grupo o problema de que vários meninos querem, todos os dias, ser eles a dar o leite ou a tocar a caixinha de música, perguntando ao grupo como achavam que poderíamos resolver esta situação. A partir daí foram as crianças que definiram a solução: um quadro de tarefas. Falaram da necessidade de fazermos as fotografias de todos os meninos, e depois definiram as várias tarefas: distribuir o leite, fazer o comboio, acertar o relógio, ser o ajudante do dia, e tocar a caixinha de música. Houve até um menino que sugeriu uma forma diferente de organizar o momento do leite, de manhã, mas o grupo não concordou, porque a solução poderia originar alguma desordem. Também foram dadas sugestões sobre o funcionamento do quadro de tarefas: “Cada dia é um menino que ainda não foi” (Criança).

Assim, a partir das ideias das crianças, construímos um quadro de tarefas em cartolina, que nos permitisse eleger um responsável por cada tarefa, em cada dia.

A sua introdução foi por isso um sucesso. No dia em que o levamos as crianças ficaram entusiasmadíssimas e muito participativas, para além de que se tornaram muito autónomas no seu preenchimento diário.

O quadro foi introduzido por nós, mas foram as crianças que tomaram todas as decisões relativas ao mesmo, dando-lhe sentido na vida da sala.

 

 

Joana


tags: , ,

publicado por coutinho-pereira às 20:48

1

De silva-santos a 3 de Fevereiro de 2013 às 23:36
Olá Joana!
De facto acho que o quadro de tarefas é uma boa forma de as crianças organizarem o que fizeram, o que estão a fazer e o que têm ainda por fazer.

Parecendo que não, poderemos estar a ajudar as crianças a ganhar métodos de organização futuros, nomeadamente na organização dos estudos, aquando da entrada no ensino formal.



Penso que tiveram uma ideia bastante favorável ao bom desenvolvimento das crianças, despertando nelas a importância de estabelecer prioridades e organizar bem as tarefas que há para realizar, de forma a conseguir realizar todas as tarefas dentro do prazo estabelecido.


Parabéns pela iniciativa.


Beijinhos,

Ana Santos


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post