Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Terça-feira, 25 de Dezembro de 2012
Caracterização do Contexto

 

          De forma a reformular a primeira caracterização que apresentámos, deixamo-vos com uma caracterização um pouco mais completa.
       Assim, o contexto em que decorreu a nossa Prática Pedagógica Supervisionada A2, foi a Escola Básica da Chave.
 

 

A Eb1 da Chave está integrada no agrupamento de escolas da Gafanha da Nazaré, formado no ano letivo de 2002/2003. Este agrupamento localiza-se na cidade e sede de freguesia homónima e pertence ao concelho de Ílhavo, distrito de Aveiro. Esta escola encontra-se numa zona central da cidade da Gafanha da Nazaré, tendo por isso o benefício da sua proximidade física a diversos serviços e recursos educativos.

Em termos de recursos humanos constitui-se por uma coordenadora do estabelecimento, sete titulares de turma e dois professores de educação especial. No que se refere ao pessoal não docente, o estabelecimento conta com três assistentes operacionais.

Quanto aos alunos, encontram-se inscritos na escola cento e dezanove alunos, distribuídos por seis turmas. É de salientar, que se deslocam até à escola a pé, de bicicleta, mota ou carro, sempre acompanhados por um adulto.

As atividades da nossa Prática Pedagógica foram desenvolvidas na turma 6Ch, ao encargo da docente Maria de Lurdes Morais Duarte Pereira.
      Relativamente à sala de aulas, a sua disposição era algo diferente do convencional. A sua organização foi concretizada pela docente, tornando-a mais apelativa e motivante permitindo, ao mesmo tempo uma melhor interação entre todos os intervenientes.

 

 

Metaforicamente, a sala parecia falar-nos, dado que as suas paredes estavam permanentemente decoradas com materiais que os alunos iam realizando, conseguindo mostrar as suas habilidades e capacidades, constituindo também uma forma de consolidação de conhecimentos.

 

Trabalhámos com uma turma composta por dezassete alunos, com idades compreendidas entre os oito e os dez anos, sendo oito alunos do sexo masculino e nove do sexo feminino. Um dos alunos da turma foi diagnosticado, por um psicólogo, com hiperatividade e outro aluno com necessidades educativas especiais (NEE).

No que concerne ao desenvolvimento cognitivo do grupo em geral verificou-se um certo desfasamento de alguns elementos relativamente ao ano escolar em que se encontravam, sendo necessário um apoio individualizado em alguns casos. Deste modo, é de salientar que dois alunos beneficiavam de um plano de acompanhamento individual, podendo usufruir de uma consolidação de conhecimentos, de acordo com o seu ritmo de desenvolvimento.   

De um modo geral, na turma experienciava-se um clima de bem-estar, segurança e um envolvimento ativo em ações conjuntas que possam surgir sem o olhar atento de um adulto, como é o caso do recreio onde, se algum problema surgir, a entreajuda verifica-se entre os colegas de turma, bem como, colegas da escola. Na relação com a docente, os alunos transmitiam um sentimento de segurança, confiança, respeito e companheirismo, sendo que recorriam a esta entidade sempre que necessitavam.   

Relativamente às características das famílias verificamos que muitas das crianças provinham de famílias nucleares pequenas, em que não existia uma estrutura sólida. Existiam também situações de ausência de alguns pais que eram colmatadas pela presença assídua dos avós nas suas vidas.

Constatamos ainda que, todas as crianças provinham de famílias de classe média/baixa o que, na nossa opinião, constituía um maior obstáculo no desenvolvimento de competências das crianças, no sentido em que não eram estimuladas e não experienciavam um ambiente rico em incentivos de aprendizagem.

 

Beijinhos, Cátia e Fátima*


tags: ,

publicado por catiaduarte às 16:13

De catiaduarte a 25 de Dezembro de 2012 às 16:45
Olá Dominique,

Em primeiro lugar penso que foi muito importante iniciares o teu post com um primeiro parágrafo situando-nos fazendo um apanhado dos tópicos que ias abordar.
Concordo plenamente quando afirmas que "Só gostamos e só respeitamos aquilo que realmente conhecemos!", sem dúvida todos nós passamos a dar outro valor, outra importância quando conhecemos verdadeiramente alguém ou alguma coisa. Fizeste uma boa abordagem da temática pois considero que a atividade do mapa é importante, no sentido em que dás a possibilidade à turma de manusear materiais e explorar as diferenças que existem entre cada continente.
Porém discordo contigo relativamente a conceito que usaste, não sei se propositadamente ou por engano, quando utilizas o termo "raças" referes-te a que "raças diferentes"?
Concordo contigo quando referes que podias ter abordado um continente por semana, permitiria uma maior consolidação de conhecimentos.
Quero ainda referir que, após a leitura do post, gostei muito das atividades que realizaste com a turma e que o facto de utilizares diferentes materiais é uma mais valia, pois permites aos alunos um contacto mais próximo com as culturas e costumes de outros países. Parabéns!


De catiaduarte a 25 de Dezembro de 2012 às 17:06
Peço desculpa, enganei-me a colocar os comentários...


Comentar:
De
Nome

Email

Url

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados



Email

Password


Este Blog tem comentários moderados


Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários