Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012
Caraterização do Contexto

Olá a todas!

Ainda não tínhamos feito aqui uma breve descrição do contexto em que estamos inseridas, portanto, cá vos deixamos um pouquinho do nosso Centro de Infância Arte e Qualidade [CIAQ] que se situa na Freguesia da Glória, Concelho de Aveiro e encontra-se localizado no Campus Universitário de Aveiro. O facto de o CIAQ se encontrar inserido no contexto da Universidade e de se encontrar próximo de todos estes recursos, faz com que as crianças que o frequentam tenham a possibilidade de se sentirem parte integrante dessa comunidade. Reportando-nos às crianças da nossa sala importa referir que a Educadora Eunice sempre primou por potenciar nas crianças atitudes de descoberta e, nesse sentido, valoriza bastante saídas de campo que levem as crianças a conhecer os elementos caraterísticos da sua cidade, bem como as suas funções e funcionalidade e pensamos que esta proximidade com estes recursos vem facilitar essa tarefa.

O Centro de Infância Arte e Qualidade, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), dividida em dois pólos, nomeadamente o CIAQ1 e o CIAQ2. Trata-se de uma instituição que engloba diversas valências, como, a creche, o jardim-de-infância e o ATL.

No que respeita aos espaços destinados ao Jardim-de-infância no CIAQ1 onde nos encontramos, existe à disposição um refeitório, duas salas de atividades, três instalações sanitárias, um salão polivalente, uma oficina de expressão plástica, um recreio e duas salas de arrumação.

Relativamente à sala na qual nos encontramos inseridas, a sala heterogénea 5, a cargo da Educadora Eunice Bastos, encontra-se organizada em 6 espaços onde as crianças podem encontrar diversos materiais para exploração livre. Os espaços são: a casinha, a manta, os jogos, a biblioteca, o computador e as mesas.

O grupo com o qual temos tido o prazer de interagir é composto por 22 crianças, 9 meninas e 13 meninos, com idades compreendidas entre os 2 e os 5 anos. Na generalidade, o grupo apresenta níveis de bem-estar emocional e de implicação elevados, pelo que é notável e de salientar o esforço e dedicação por parte dos adultos da sala. É importante referir também que se trata de um grupo de crianças alegres, ativas, participativas, simpáticas, autónomas, curiosas e educadas, sempre dispostas a aprender mais e a descobrir novas atividades.

Quanto à rotina diária, esta apresenta-se como uma prática educacional presente em todos ou quase todos os Jardim-de-infância e constitui atualmente a base das atividades que são desenvolvidas nesses espaços. As nossas crianças exploram a sala livremente até às 9h40, sensivelmente. Consideramos que o brincar livre é essencial para que a criança possa explorar a sala e experimentar por ela mesma o pensar, o falar e o agir, pois é através deste brincar livre que podemos observar a manifestação da aprendizagem da criança e perceber os interesses reais das crianças e assim planear e avaliar com mais eficiência as atividades por si dirigidas.

Posteriormente ao brincar livre, as crianças reúnem-se na manta para comer o pão, enquanto decorre em simultâneo o diálogo sobre os temas que surgem entre as crianças. O momento na manta é, normalmente, acompanhado do conto de uma história. Este momento é seguido de uma atividade orientada nas mesas e uma vez terminada a atividade, as crianças voltam ao brincar livre e espontâneo. Por volta das 11h45 as crianças reúnem-se de novo na manta de forma a regressar à tranquilidade e, entretanto, preparam-se para irem à casa de banho a fim de realizarem as suas necessidades básicas de higiene e, de seguida, dirigem-se para o refeitório para almoçarem, já por volta das 12h00.

Ao início da tarde, as crianças de 5 anos encontram-se na sala, enquanto as restantes dormem a sesta. Até as crianças mais novas acordarem, por volta das 15h, são realizadas atividades dirigidas com as crianças de 5 anos. Quando todas as crianças estiverem de novo na sala, podem brincar livremente até às 16h, que é a hora do lanche.

Beijinhos e continuação de um bom trabalho para todas!

Ana e Cátia

 

 

 


tags: , , , , , ,

publicado por silva-santos às 19:11

3

De dominique-carocho a 11 de Dezembro de 2012 às 11:47
Olá meninas.
Sem dúvida que o CIAQ é um contexto que gostava muito de conhecer, talvez porque desde sempre o vi junto à Universidade e sempre que o via tinha grande curiosidade em conhecer as suas instalações. Com a vossa descrição ficou bastante claro como se organiza o tempo e os espaço. No que toca à organização do tempo é uma organização bem diferente daquela que vivenciei no semestre passado quando estive no pré-escolar.
Nota-se sem dúvida que é dada grande importância e tempo ao brincar livre das crianças e tal como vocês afirmam, isto é muito importante porque permite avaliar as crianças e perceber o que realmente as implica para assim planificar consoante o interesse das mesmas.
Referiram que a educadora valoriza bastante saídas de campo que levem as crianças a conhecer os elementos caraterísticos da sua cidade, bem como as suas funções e funcionalidade, e vocês o que acham disto? Também consideram importante? Porquê? Que conhecimentos, capacidades, atitudes e valores poderá isto desenvolver nas crianças?
Deixo-vos isto para refletirem um pouco, caso tenham oportunidade de o fazer.
um beijinho*
Dominique


De coutinho-pereira a 11 de Dezembro de 2012 às 20:31
Olá meninas =)

Gostei do vosso texto, julgo que é bastante esclarecedor e que apresenta aspetos importantes, nomeadamente a caracterização das crianças.
Também fiquei curiosa quanto à questão das saídas. Já realizaram alguma desde que vocês lá estão? Se sim, como foi?
No nosso contexto esse aspeto também assume importância. E as saídas não precisam de ser nada muito elaborado, até porque só dispomos de transporte (autocarro) uma vez de dois em dois meses.
A última saída que fizemos foi a semana passada. Fomos a pé desde o Centro Escolar até ao marco de correio mais próximo, para que cada criança pudesse enviar a sua carta ao pai natal.
Foi uma experiência muitíssimo interessante, pois para além de valorizarmos a magia e o onírico associados ao natal, ainda se promoveu o contacto e o conhecimento das crianças do meio local, para além de que foi uma oportunidade ótima para trabalhar a segurança rodoviária e ainda um momento de exercício da motricidade, e as crianças apreciaram a caminhada e portaram-se lindamente, enfrentando muito bem o desafio da caminhada!

Acho que é muito bom quando os post dão origem à partilha de experiências, ideias e opiniões!

Parabéns pelo vosso texto =)
Joana


De catiaduarte a 25 de Dezembro de 2012 às 18:15
Olá meninas,
conheço muito bem as rotinas do ciaq 2 que, depois de ler o que escreveram, vejam que são idênticas ao do ciaq1. Considero que esta é uma boa instituição mas que tem a meu ver alguns aspetos que considero menos positivos. Por exemplo, quando estive numa heterogénea no ciaq2 as crianças mal frequentavam, isto é, mal exploravam os espaços exteriores.
Também acontecia com o vosso grupo? Ou as crianças tinham oportunidade de vir para os jardins da instituição?

Sem dúvida que o brincar livre é muito importante, durante o período da tarde as crianças de 5 anos brincavam sempre? ou vocês introduziam algumas atividades?

beijinhos*


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post