Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2012
3 - 2ª e 3ª semanas de intervenção "Direitos das Crianças"

 Olá a todas!

Esperamos que as intervenções estejam a correr bem. A nossa, sem dúvida que está no bom caminho, estamos a gostar bastante desta fase da intervenção o que pensamos ser uma etapa fundamental para a nossa futura prática, enquanto futuras docentes.

Neste post iremos falar-vos um pouco acerca das nossas segunda e terceira semanas de intervenção, onde iniciámos a implementação do nosso projeto de SIE que está relacionado com a Convenção sobre os Direitos das Crianças, mais especificamente o artigo 2 que está relacionado com a não discriminação de vários tipos, nomeadamente racial e cultural (Dominique) e por incapacidade (Ana Filipa). Nestas duas primeiras semanas e dado que as intervenções eram diárias alternadamente decidimos abordar todos os direitos e a convenção no geral e portanto de seguida poderão ver as atividades que realizámos e a forma como implementámos estas mesmas atividades tendo em conta os recursos didáticos que construímos. No final poderão visualizar algumas fotografias que tirámos no decorrer das semanas.

A segunda semana decorreu de 22 a 24 de outubro e o tema foi: “Consciência da diferença. Normas e espaços de convivência”. Primeiramente relembrámos a história “A lagartinha muito comilona”, de forma a introduzir uma nova temática do estudo do meio “O passado mais longínquo da criança”, (fases da vida do ser humano), para isso, os alunos desenharam as fases da vida da lagartinha e as fases do seu próprio crescimento, fazendo assim a comparação. Cada aluno construiu o seu cartão de identidade com algumas das suas características, e fizeram a sua impressão digital, a partir da construção deste cartão, realizámos um jogo que consistia em cada aluno retirar um cartão, ler em voz alta e tentar identificar a quem correspondiam tais características descritas no mesmo (esta atividade serviu para que os alunos tomassem consciência de que somos todos diferentes). Depois abordámos as regras da sala de aula, como forma de consciencializar os alunos para o facto de terem deveres, na sala de aula, assim como, fazer-lhes entender, que dado que somos todos diferentes e vivemos em sociedade, é fundamental que se cumpram determinadas regras de forma a respeitarmos os outros. Por fim, elaboraram um cartaz coletivo com as regras da sala de aula e ainda construíram uma maqueta do local onde convivemos todos os dias, a escola.

Refletindo agora um pouco sobre como correu a semana, pensamos que de uma maneira geral correu bem, tentámos realizar diversas atividades que fossem ao encontro dos interesses dos alunos e que ao mesmo tempo fossem interiorizando diversos conteúdos. Na nossa opinião, uma das atividades que mais cativou a atenção dos alunos foi o carimbo da sua impressão digital, na medida em que cada um, constatou que todas eram diferentes. Outro aspeto positivo a referir foi o facto de terem sido os alunos a criar as próprias regras da sala de aula, dessa forma, pensamos que se sentem mais responsáveis por as cumprir. Convém realçar que no momento em que realizámos a maqueta os alunos estavam bastante entusiasmados, dado que estavam a trabalhar em grupo, com um material novo (pasta cerâmica). Nesta atividade, sentimos alguma dificuldade na organização da sala, assim como em manter alguma ordem, havendo algum barulho que não sendo muito perturbador demonstrava o interesse por aquela atividade.

A terceira semana decorreu de 29 a 31 de outubro, e dado que estava prevista uma visita à Biblioteca Municipal de Aveiro decidimos articular o nosso tema de seminário com as regras de prevenção rodoviária, deste modo, a temática da semana foi: “Direitos das crianças. Regras de Prevenção Rodoviária”. Iniciámos com a leitura e análise de um texto intitulado ”Nós os meninos…” da autora Maria Natália Miranda, que abordava, de uma forma geral, os direitos das crianças. A partir daqui foi importante levá-los a concluir que as crianças têm deveres mas que também têm direitos, relembrando a sessão da semana anterior. Como forma de registarem no caderno os dez direitos das crianças, foi distribuída uma banda desenhada, alusiva à temática, que os alunos pintaram e colaram no caderno. Desta forma, ficaram a conhecer os diferentes direitos das crianças e seguidamente construíram um móbil coletivo com as imagens relativas aos dez direitos.  Posteriormente, foi feita a leitura e análise de uma história relacionada com a temática da Prevenção Rodoviária intitulada “Porque é que os animais não conduzem?”. Cada aluno deu continuidade à história, escolhendo outros animais para entrarem na história, referindo sempre uma razão para que esses animais não conduzissem. A partir dessa história e recorrendo a um cartaz elaborado pelos alunos no ano anterior, recordaram algumas regras de segurança rodoviária e de seguida os alunos cantaram uma música intitulada “Segurança para todos é o que nós queremos!” acompanhada com uma guitarra.

A escola é feita de imprevistos, pelo que, no dia que estava programada a visita à Biblioteca Municipal de Aveiro, devido a uma situação inesperada, não foi possível realizar essa mesma visita. Dada esta situação, e sendo o dia do Halloween resolvemos então fazer atividades lúdicas para comemorar esta data. Fizemos a leitura e visionámos, no computador, a história “A bruxa e a abóbora” e de seguida enfeitámos uma abóbora. Esta foi uma atividade com enorme adesão e foi visível grande implicação por parte dos alunos.

Refletindo agora um pouco sobre como correu a semana, pensamos que de uma maneira geral correu bem, esta semana serviu para vivenciarmos uma situação inesperada, como já referimos anteriormente e assim tomarmos consciência que a escola é sem dúvida um sítio feito de imprevistos e que portanto devemos estar preparadas para tudo. No início, dado que o cancelamento da visita foi feito em cima da hora, ficámos um pouco atrapalhadas, no entanto, logo surgiram algumas ideias que colocámos em prática. Esta situação fez-nos pensar que sempre que se programem atividades fora da escola, deveremos ter sempre o cuidado de pensar numa atividade alternativa. Outro aspeto negativo a apontar foi o facto de que poderíamos ter aprofundado melhor o texto “Nós os meninos…”, uma vez que era um texto muito rico em ideias sobre a temática dos direitos das crianças.

Para terminar, aqui ficam algumas fotos:

 http://www.slideshare.net/dominiquecarocho/asdfghj-15518371

 

(para verem cliquem no link)

 

Ana e Dominique

 

 


tags: , , ,

publicado por dominique-carocho às 14:27

1

De claudiarmarques a 10 de Dezembro de 2012 às 21:14
Olá meninas!
Em primeiro lugar é bom saber que o vosso trabalho de seminário está a correr bem e que estão a conseguir alcançar os vossos objetivos. Trabalhar esta temática com crianças de sete anos por vezes pode não ser uma tarefa fácil, mas pelo que apresentam neste post vê-se que estão a realizar um trabalho excelente!
Ao ler o vosso post e ao ver as imagens que colocaram revi na minha memória o tempo que passei com essas crianças no estágio anterior, comecei a imaginar como é que cada uma delas reagiu as atividades que vocês fizeram, porque apesar de passarmos pouco tempo com as crianças, elas ficam na nossa memória e é bastante enriquecedor vê-las a evoluir e ver as coisas que já conseguem fazer.
Relativamente aos imprevistos de facto esse é um aspeto que faz parte da nossa profissão, por mais planeadas que temos as coisas acontece sempre algo que nos baralha tudo, e temos de nos adaptar às novas circunstâncias. Ao início sentimo-nos perdidas, inseguras e sem certezas do que será melhor fazer, mas com o decorrer do tempo torna-se muito mais fácil ultrapassar os imprevistos, começamos a ter mais segurança nas nossas atitudes e nas nossas decisões.
Este era um dos meus maiores medos quando comecei a estagiar mas agora verifico que com o tempo as coisas se têm simplificado e tem sido cada vez mais fácil improvisar quando necessário.
Parabéns pelo trabalho que têm desenvolvido.
Beijinhos
Cláudia e Liliana


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post