Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Segunda-feira, 2 de Dezembro de 2013
Descobre os 9 escolhidos
Olá a todas,

hoje venho-vos falar das 9 crianças que as minhas estagiárias (Carolina e Catarina) escolheram para analisar, tendo em conta o tema do relatório de estágio de cada. Estas crianças foram escolhidas através do preenchimento das fichas do manual SAC (Portugal & Laevers, 2010) em que foram assinaladas uma criança com a cor vermelha e 8 com a cor amarela.

A criança assinalada a vermelho evidencia algumas dificuldades de aprendizagem e, por isso, está a ser analisada pela Carolina. Desta forma, está a realizar um estudo de caso que tem como temática central "O bem-estar emocional e a aprendizagem". Para conhecer melhor a criança em causa, a Carolina realizou uma entrevista à mãe da criança em questão e preencheu as fichas 1i e 2i do manual SAC. Com estes recursos verificou que uma das causas para a dificuldade na aprendizagem se deve à baixa autoestima que tem. Isto foi percetível através de indicadores como o desânimo, vergonha, baixa valorização das suas habilidades, capacidades ou resultados e, também, através de expressões como "Não sei!", "Não sou capaz!" e "Não consigo!". Perante esta situação uma das estratégias a que se recorreu foi à realização de 4 atividades para a promoção da autoestima (atividades a serem explicadas num futuro post).
Nos vossos contextos existe algum caso como este que se retratou? Como o identificaram? O que estão a fazer para ajudar a criança?

As 8 crianças assinaladas a amarelo evidenciam algumas lacunas ao nível das competências sociais e, apesar de estas lacunas também se verificarem no grupo em geral, a Catarina optou por trabalhar com um grupo mais reduzido, no sentido de facilitar a sua promoção. Assim, está a realizar um estudo de caso que tem como temática central "O bem-estar emocional e as competências sociais das crianças". Visto que estas competências são influenciáveis pelo meio em que a criança se insere, a Catarina realizou um questionário aos pais de cada criança no sentido de as ficar a conhecer melhor. Para além disto, está a preencher grelhas individuais de avaliação das competências sociais baseadas no manual SAC.
Perante esta situação uma das estratégias a que se recorreu foi à realização de 4 atividades para a promoção das competências sociais (atividades a serem explicadas num futuro post).
Nos vossos contextos existe algum caso como este que se retratou? Como o identificaram? O que estão a fazer para ajudar a criança?

Continuação de um bom trabalho a todas e boas partilhas :)

Beijinho,
Carolina e Catarina.
tags:

publicado por carolina-dias às 18:53
10

Comportamentos que se mantêm...

 Olá meninas :)

Esperamos que o vosso estágio esteja a correr bem.

Hoje, ao contrário do post anterior, vimos falar-vos de uma criança que não altera os seus comportamentos embora o devesse fazer.

Esta criança tem 5 anos (faz 6 este mês) indo ainda este ano para o 1º ciclo do Ensino Básico.

É uma criança mimada, que não mostra quase nenhuma autonomia. Pensamos que isto se deve ao facto de não ter irmãos e os pais o tratarem como um autêntico bebé.

Esta criança não é capaz de, por exemplo, se calçar sozinha, vestir o bibe entre outras coisas. A educadora chegou mesmo a comentar connosco que esta criança quando chegou à sua sala não era capaz de ir sozinha à casa de banho pois dizia não saber baixar as calças e as cuequinhas.

Pela manhã, quando os pais a deixam no JI são eles que lhe tiram o casaco, colocam a sua mochila no cabide, entre outras coisas não dando assim oportunidade de ser a criança a fazê-lo.

Esta criança tem níveis de implicação muito baixos exceto quando são realizadas atividades que são do seu interesse. Como todas sabemos, torna-se impossível planificar atividades que são sempre do interesse desta criança pois estamos a trabalhar com um grande grupo e heterógeneo.

É uma criança que até a falar é "perguiçosa" e inclusíve anda na terapia da fala.

Notamos que é uma criança que aos pouquinho se vai tornando mais autónoma na sala, graças ao trabalho desenvolvido pela educadora. No entanto, ainda há um longo caminho a percorrer. Temos um pouco de receio quanto à sua adaptação ao 1º ciclo, pois esta criança também quer passar a maioria do seu tempo a brincar.

Sabemos que o brincar é muito importante quer no JI, quer na vida das crianças pois brincar além de desenvolver as crianças a nível motor promove a socialização e a descoberta do mundo.

Mas será que apenas brincar chega? Será que não devemos também fazer algumas atividades específicas de forma a prepará-las para a mudança drástica que é a transição do pré-escolar para o 1º ciclo?

 

Continuação de um bom trabalho.

Beijinho,

Ivete Teixeira e Vânia Castro

 



publicado por vaniacastro às 12:48
7

O caso especial de uma aluna

Boa tarde meninas,

 

hoje vimos partilhar convosco o caso especial de uma aluna, com quem estamos a estagiar. Relembramos que nos encontramos a realizar a nossa prática pedagógica supervisionada A2 numa turma do 2.º ano.

Inicialmente, na nossa fase de observação, esta menina despertou a nossa atenção pelo seu comportamento na sala de aula. Esta criança está constantemente desatenta, virada para trás, chegando ao ponto de "gozar" com os seus colegas quando estes erram uma resposta, quando ela mesma não é capaz de responder corretamente. Para além disto, é uma aluna com muitas dificuldades em todas as áreas, que requer muito apoio individualizado na realização das tarefas. Por todos estes motivos, na nossa primeira fase da prática pedagógica, sinalizamo-la através das fichas do Sistema de Acompanhemento das Crianças (SAC), adaptadas para o 1.º ciclo.

Ao longo da nossa prática temos vindo a observar comportamentos agressivos desta aluna, para com os colegas. Diariamente os alunos apresentam queixas desta menina, referindo que ela bate, morde e puxa cabelos.

Temos notado que os seus colegas têm vindo afastar-se. Numa situação mais específica, onde a aluna foi violenta para com uma colega, uma outra criança da sala referiu-nos que a esta menina tinha um problema de saúde, a "raiva". Perante este desabafo, explicámos que esta doença é específica dos animais e não dos humanos.

Através deste conjunto de comportamentos, da menina em questão e dos colegas, percebemos que é necessário tomarmos medidas para que os alunos não ponham de parte esta criança, que poderá acabar por sentir-se rejeitada, no seu seio escolar.

Em conversa com a professora cooperante sobre esta aluna, descobrimos que no ano letivo anterior, esta já tinha comportamentos desajustados na sala de aula. A criança em plena aula, sentia a necessidade de se acariciar nas partes intímas. A professora ao deparar-se com esta situação, teve uma conversa com ela, explicando-lhe que quando sentisse necessidade para tal, poderia ausentar-se para ir à casa-de-banho. Contudo, este ano letivo, a menina não tem tido este comportamento, mas tornou-se mais agressiva e violenta com os outros.

Perante todo o seu comportamento ao longo destes dois anos, a professora, achou por bem, pedir apoio psicológico, para tentar ajudá-la e compreender o que poderá desencadear estes comportamentos.

O que acham que poderá estar por detrás do comportamento desta aluna?

Já presenciaram algo do género?

 

Beijinhos e continuação de um bom trabalho!

Sabrina Duarte e Ana Vivas.



publicado por ssd às 12:38
8

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários