Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012
Gestão de Comunidades de Aprendizagem Online

 

Gestão de Comunidades de Aprendizagem Online

 

             Relativamente à gestão das comunidades de aprendizagem online e tendo por base as leituras realizadas em torno disto, considera-se que estas comunidades têm como finalidade a aprendizagem de uma forma construtiva, isto é, todos os membros envolvidos partilham os seus conhecimentos, formando-se ao mesmo tempo que se enriquecem pessoalmente. Neste sentido, é através da interação que o sujeito vai procedendo à internalização de conhecimentos, papéis e funções sociais, num processo de transição entre o plano social (interpessoal) e o plano individual (intrapessoal), do qual resulta a construção de novos esquemas mentais. (Afonso, 2009: 16)

Assim, à medida que os membros se vão juntando, desenvolvem uma cultura que promove a construção partilhada do conhecimento, recolhendo os benefícios do relacionamento com os seus pares, tornando-se cada vez mais ligados aos outros através das comunidades virtuais. (Afonso, 2009: 64)

Contudo e apesar da comunidade ser composta por vários membros e todos eles desempenharem um papel ativo, poderá existir um líder, tornando-se este o responsável pela gestão e organização do grupo, orientando os intervenientes no percurso definido. Nesta lógica, a liderança pode ser encarada como a capacidade de um ou mais indivíduos de uma organização, comunidade ou da própria sociedade orientar os restantes intervenientes no percurso desejado, a fim de se atingir um objetivo, manter um espaço aberto e permanente de debate e reflexão ou, por exemplo, elaborar um trabalho em conjunto. (Miranda & Osório, s/d: 2)

            Já no que diz respeito à dinâmica do trabalho realizado por uma determinada comunidade de aprendizagem online, esta pode realizada através do planeamento, propondo-se uma distribuição planeada das aprendizagens e/ou atividades, ou através de momentos vividos no dia-a-dia em que se torna necessário um aprofundamento da situação em questão. Assim, o desafio está em permitir que o planeamento integre a emergência, tornando-a numa oportunidade. (Afonso, 2009: 81)

 

Cláudia Rosa e Sara Neves

 

Referências bibliográficas:

·         Miranda, M. & Osório, J. (s/d). Liderança em Comunidades de Prática Online – Estratégias e Dinâmicas na @rcaComum. Braga: Universidade do Minho – Instituto de Estudos da Criança;

·         Afonso, A. (2009). A gestão das Comunidades de Aprendizagem enquanto geradoras de contextos de aprendizagem. (Um estudo de caso). Coimbra: Universidade de Coimbra.



publicado por saraneves13 às 17:14

Comentar:
De
Nome

Email

Url

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados



Email

Password


Este Blog tem comentários moderados


Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários