Blog da UC de Gestão de Comunidades de Aprendizagem online
pesquisar neste blog
posts recentes

Balanço final do trabalho por projeto

Balanço do Projeto de Intervenção

Balanço Geral

As decorações do Natal

Reflexão Intermédia

O Diário de Turma e o Conselho de Turma!

A importância do estágio supervisionado para a formação de professores

Alguma angústias e preocupações durante a prática pedagógica

Estratégias !

Momento de autonomia das crianças

arquivos

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

participar

participe neste blog

Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012
Gestão de Comunidades de Aprendizagem Online

 

Gestão de Comunidades de Aprendizagem Online

 

             Relativamente à gestão das comunidades de aprendizagem online e tendo por base as leituras realizadas em torno disto, considera-se que estas comunidades têm como finalidade a aprendizagem de uma forma construtiva, isto é, todos os membros envolvidos partilham os seus conhecimentos, formando-se ao mesmo tempo que se enriquecem pessoalmente. Neste sentido, é através da interação que o sujeito vai procedendo à internalização de conhecimentos, papéis e funções sociais, num processo de transição entre o plano social (interpessoal) e o plano individual (intrapessoal), do qual resulta a construção de novos esquemas mentais. (Afonso, 2009: 16)

Assim, à medida que os membros se vão juntando, desenvolvem uma cultura que promove a construção partilhada do conhecimento, recolhendo os benefícios do relacionamento com os seus pares, tornando-se cada vez mais ligados aos outros através das comunidades virtuais. (Afonso, 2009: 64)

Contudo e apesar da comunidade ser composta por vários membros e todos eles desempenharem um papel ativo, poderá existir um líder, tornando-se este o responsável pela gestão e organização do grupo, orientando os intervenientes no percurso definido. Nesta lógica, a liderança pode ser encarada como a capacidade de um ou mais indivíduos de uma organização, comunidade ou da própria sociedade orientar os restantes intervenientes no percurso desejado, a fim de se atingir um objetivo, manter um espaço aberto e permanente de debate e reflexão ou, por exemplo, elaborar um trabalho em conjunto. (Miranda & Osório, s/d: 2)

            Já no que diz respeito à dinâmica do trabalho realizado por uma determinada comunidade de aprendizagem online, esta pode realizada através do planeamento, propondo-se uma distribuição planeada das aprendizagens e/ou atividades, ou através de momentos vividos no dia-a-dia em que se torna necessário um aprofundamento da situação em questão. Assim, o desafio está em permitir que o planeamento integre a emergência, tornando-a numa oportunidade. (Afonso, 2009: 81)

 

Cláudia Rosa e Sara Neves

 

Referências bibliográficas:

·         Miranda, M. & Osório, J. (s/d). Liderança em Comunidades de Prática Online – Estratégias e Dinâmicas na @rcaComum. Braga: Universidade do Minho – Instituto de Estudos da Criança;

·         Afonso, A. (2009). A gestão das Comunidades de Aprendizagem enquanto geradoras de contextos de aprendizagem. (Um estudo de caso). Coimbra: Universidade de Coimbra.



publicado por saraneves13 às 17:14

3

De coutinho-pereira a 11 de Novembro de 2012 às 12:14
Olá meninas =)

Gostei muito do vosso post, até porque me deixou a refletir sobre o nosso tema (meu e da Sara), o trabalho colaborativo.
Julgo que o que escrevem evidencia a importância da colaboração para a existência de comunidades de aprendizagem online, e penso que é importante isso ficar claro, porque o que pretendemos é que esta também se torne uma comunidade de verdadeira aprendizagem.
Mas penso que ainda não é clara a distinção "colaboração vs cooperação". Quando referem a possibilidade de existir um líder que orienta os outros intervenientes, eu tento transpor para este contexto do nosso blog.
Quem é o nosso líder? A professora, com certeza.
Mas essa liderança é uma orientação unilateral, em que nós fazemos aquilo que é definido pelo líder (pela professora)? Ou será mais uma orientação que nos leva a questionar-mo-nos e a aprofundarmos as reflexões que fazemos?
O trabalho colaborativo caracteriza-se por uma base de igualdade entre todos os intervenientes, e eu julgo que temos sido todas nós, em colaboração, partilhando ideias e experiências, que temos estado a construir este espacinho, tentando que ele se torne um pequeno ninho de conhecimento.
E onde está a liderança? Penso que a líder (podendo se-lo a professora) se mantêm no mesmo patamar que nós (apesar, claro, de nos dar dicas e comentários por vezes mais aprofundados do que os nossos), daí a colaboração que existe entre nós.

Como disse, gostei do vosso post! Gosto daquilo que me faz refletir. E pretendia deixar-vos também a refletir sobre esta questão, pelo que achei que faria mais sentido tentando aplicar a teoria à nossa própria realidade.

Entretanto, eu e a Sara tentaremos postar algo que seja mais esclarecedor nesta questão da "colaboração vs cooperação", pois acho que não ficou claro no nosso post sobre o assunto.

Continuação de bom trabalho,
Joana =)


De mjoao a 30 de Novembro de 2012 às 20:58
Olá, temos uma síntese interessante da voz dos autores citados, que já teve de positivo geral processos de reflexão (contextualizada) a uma das colegas. Parabéns para todas! Uma vez que as questões já colocadas me parecem fazer todo o sentido, seria bom cada uma tentar analisar que tipo de papel tem desempenhado. Os membros de uma comunidade podem assumir o papel de participante ativo ou papéis de liderança - do facilitador incentiva a interação ) ao líder intelectual (que discute aspetos conceptuais - como acontece no comentário da Joana). Embora no início tenha desempenhado esses papéis, penso ser menos interveniente esperando que tenham cada vez mais autonomia (sabendo que podem sempre contar comigo, certo?). Tenho dito por hoje. Bom trabalho para todas. MJL


De saraneves13 a 2 de Dezembro de 2012 às 22:38
Na verdade, as comunidades de aprendizagem online, caracterizam-se também pela sua diferença e nesse sentido, cada uma deve ter características muito específicas. No nosso caso, e concordando com a tua reflexão, achamos que realmente estamos todas a desenvolver um trabalho colaborativo no nosso blogue, não se destacando no mesmo o papel de um possível líder. Claro que ele existe, no entanto também tem papéis diferentes em cada contexto que se insere.
Quanto à distinção entre "colaboração vs cooperação", no nosso entender, a colaboração é vista mais no sentido de um individuo colaborar em algum com o objetivo de ajudar o outro, mas sem ter que interferir no próprio trabalho que está a ser desenvolvido, enquanto que a cooperação já implica esta ajuda a desenvolver um trabalho para o mesmo fim. Transpondo isto para a realidade que estamos a viver a partir do momento que começámos a estagiar, como díade, desenvolvemos sempre um trabalho colaborativo, no sentido de pedir opiniões, planificarmos e refletirmos juntas, e cooperativo, na medida em que dividimos tarefas, fazendo sempre os trabalhos em conjunto, com o mesmo objetivo.

Contudo, não sabemos se este nosso pensamento está correto e também iremos tentar aprofundar os nossos conhecimentos sobre o mesmo. Apesar disso, achámos importante deixar o nosso parecer ;)

Obrigada pelos comentários*
Até à próxima.

Cláudia e Sara


Comentar post

Autores
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
17
19

24
25
26
27
28

29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post